Mundos Fantásticos RPG

Dados, histórias, fantasias, emoções, sonhos, guerras, amores, paixões, tramas, ódio e magia....um lugar onde a imaginação é o limite, em uma terra de criatividades.
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 HISTÓRIA - Aurus Ragnarsvein

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Aurus Ragnarsvein

avatar

Mensagens : 4
Data de inscrição : 11/03/2017
Idade : 38
Localização : Planeta Ark

MensagemAssunto: HISTÓRIA - Aurus Ragnarsvein   Dom Mar 12, 2017 11:46 pm

Aurus Ragnasvein

Idade: 15 anos
Raça: Arkadiana
Categoria: V-NOXUS
Função: Padawan Consular Jedi / Aspirante Diplomata



 
O ano é 3035, de acordo com o calendário ainda utilizado pelo governo Arkaniano, as expedições da ARK e posteriormente do planeta ARK através das Megacorporações dentro da Via Láctea, onde se vislumbrou mais do que poderíamos imaginar existir, que com isso geraram uma reconstrução estrutural mais avançada na sistemática política e comercial, visto que, a descoberta de seres alienígenas possibilitaram a aquisição de tecnologia mais avançada em diversos campos, além de uma expansão na idéia de relações interplanetárias e futuramente relações intergalácticas.

As megacorporações analisaram a vasta informação acumulada durante as viagens espaciais e definiram diversos protocolos burocráticos de segurança, para negociações de natureza política, comercial, científica etc.

A segurança nunca foi tão necessária para que as negociações extraterrenas sejam eficazes e frutíferas à curto, médio e longo prazo exercendo um papel fundamental nas deliberações dos líderes de ambos representantes dos diversos povos existentes na galáxia, tendo como executores oficiais dessas formalidades, os embaixadores diplomáticos.

Em meio às expedições e demais afazeres diários no que tange à segurança, o Tenente-Coronel Erik Ragnar, da Aeronáutica Arkaniana, como responsável por algumas viagens de exploração espacial, realiza protocolos padrões de vistoriamentos de segurança entre comércio e negociações diplomáticas sempre ocorridas diariamente.

Durante estes eventos comerciais e políticos, há um cuidado considerável para que a harmonia e paz sejam sempre mantidas. E foi durante um desses eventos que meu pai conheceu a bela Luminara Svein, Engenheira Plena da Megacorps Arkaniana e responsável pela tecnologia envolvida nas naves interplanetárias.

Os dois se apaixonaram e o romance não demorou mais que 6 meses para que o oficial Erik a desposasse e juntamente com a doutora Lucimara fossem-lhes concedida uma licença-matrimonial e lua-de-mel por 1 mês custeado pelo governo corporativo.

Foi-lhes concedida a permissão de viajar para uma das lua de saturno e aproveitarem sua estadia turística por lá nesse meio tempo. Mas durante a viagem em direção ao seu destino uma tempestade espacial ocorre e a turbulência provoca o deslocamento da nave no hiperespaço sendo enviada para um local distante e ainda desconhecido.da galáxia. Foram parar num planeta estranho mas conseguem pousar adequadamente e sem dificuldade.
Foram abordados por seres humanoides e extremamente similares aos humanos do planeta ARK. Transportados para a cidade central do planeta e recepcionados por seres vestidos com mantos e emanando uma harmonia e paz nunca antes sentidas por eles.

Encontraram-se com um ser que se auto-intitulava como Grão Mestre Jedi Ganky Hagenar, onde lhes foi explicado que foram conduzidos pelo chamado da Força até o Templo Jedi e que este encontro não foi por acaso.

O Grão Mestre lhes explicou que não houve coincidência nesses deslocamento e que ele e os outros membros de um Conselho Jedi haviam previsto sua chegada e que do amor do casal nasceria um filho que seria nascido da própria Força e plena harmonia e ligação com a mesma.

Mestre Ganky lhes explicou que tanto Erik quanto Luminara são sensíveis à Força e que em breve teriam um filho na qual seria conectado de forma profunda  à esta energia primordial mas deveria ser educada e conduzida para a luz, caso contrário seria um servidor do lado sombrio com imenso poder.
Outros ensinamentos receberam no tempo que ali permaneceram e que possibilitou uma mudança na atitude neles, pois temiam o futuro negro que poderia cercar o futuro filho do casal. Foram alertados que existem Mestres Negros da Força à procura de futuros pupilos

Foi então que eu fui concebido no Templo Jedi...

Uma aula de história (resultado das lições de “História Diplomática da Ordem Jedi” pela Mestra Jedi Lakashian Jargh)...

”Durante as explorações interplanetárias não só de acúmulo científico-tecnológico vivenciou nosso governo corporativo, mas alguns místicos deslumbrados com as possibilidades vindouras aproveitaram e realizaram diversas pesquisas acerca da ciência espiritual extraterrena.

Foi então que revelou-se numa dessas empreitadas um ser dotado de grande consciência e conhecimento acerca de mistérios milenares até então desconhecidos para os arkanianos. Esse ser se auto-intitulava como Mestre Jedi  Jingho Mantus e demonstrava habilidades no manejo da ciência espiritual e dialogava de forma muito eloquente em suas argumentações.

A Força, como o cavaleiro se referiu é algo realmente incrível, misterioso e originador de tudo o que existe. Permeia todas as criaturas existentes no cosmo. E depois de vários diálogos científicos esotéricos, concordou-se em fundar um Templo Jedi no Planeta Terra pela harmonia, paz e objetivos que ela propunha.
O Templo Máter dos Jedi fica num planeta bem desenvolvido chamado de Coruscant e lá formou-se uma missão diplomática em direção à Ark (Antiga Terra).

Fundou-se em Ark, após muitas negociações e propostas, o primeiro Templo Jedi em 2900 no que era antes o Himalaia devido à conexão extrema com a Força. Neste templo se organiza a base central e o conselho dos jedis existentes no planeta Ark. Onde o mesmo é comandado pelo Mestre Jedi Marcus Raven.

Mesmo com esse conselho jedi existente no planeta Ark, é em Coruscant que se estabelece as ordens para todos os conselhos espalhados pela galáxia, pois lá é onde se encontra o Alto Conselho Jedi.

Fim da pequena aula..."


Foi estabelecido uma busca pelo casal sem muito sucesso, mas após sua estadia no planeta Coruscant, os mestres jedi juntamente com a engenharia avançada da república conseguiram pôr de volta em direção ao planeta Ark o casal que retornou sem muitos problemas.

Houveram uma série de investigações acerca do que aconteceu e, obviamente, os dados de navegação foram estudados pela Megacorps para a descoberta de uma expansão do mapeamento galáctico e um novo planeta com estrutura biorgânica similar à de Ark mas com uma tecnologia superavançada.

Erik e Luminara decidiram ocultar as informações passadas pelo misterioso Grão Mestre Jedi Ganky Hagenar e buscaram compreender cada dia a mensagem que receberam.

Durante 9 meses de gestação houveram diversas situações em que os casal percebeu que lhes rondavam forças sombrias intensas, mas de certa forma sempre eram protegidos. O Conselho Jedi Arkaniano pôs um guardião como protetor dos dois, Cavaleiro Jedi William Kareny, que tornou-se um bom amigo do casal e sempre os acompanhava devido à ameaça que acercava o futuro padawan da Luz.

Numa dessas tentativas, ocorridas no 6º mês de gravidez de Luminara, das forças sombrias em se apoderar do herdeiro dos RagnarSvein houve uma intensa batalha entre o Cavaleiro Jedi William Kareny e um Guerreiro Negro da Força. Intensamente e durante horas lutaram os dois onde felizmente a luz triunfou...destruindo o guerreiro das trevas...desta vez...

Como resultado disso o oficial Erik fez uma movimentação estratégica para que o Templo Jedi abrigasse de forma oculta sua amada esposa Luminara nos últimos 3 meses restantes, dessa forma, protegendo-a assim como seu herdeiro.

Findo o 9º mês, no Templo Jedi, nasceu o filho profetizado de Erik e Luminara em 16 de dezembro de 3035. Durante o nascimento a harmonia e paz que cercava Luminara eram tão grandes que não houve dor ou agonia no parto...mas devido à grande energia da Força surgida no momento do nascimento, Luminara desapareceu num feixe de luz algumas horas depois.

Nesse pequeno espaço de tempo mãe e filho puderam encher-se de carinho e ternura.

Erik encontrou-os alguns minutos depois do parto e foi nesse momento que lhes abençoaram como Aurus RagnarSvein. Após a partida de Luminara, Erik não conseguiu acreditar no que seus olhos presenciaram e vendo seu filho sozinho, percebeu que o feixe de luz cristalizou em Aurus na forma de um símbolo misterioso.

Desnorteado devido ao impacto emocional do momento, Erik agarrou seu filho amado e levou-o aos mestres jedi do templo.

Pediu que ficassem com ele para o protege-lo e ensiná-lo adequadamente no caminho da luz, pois ao lado de Erik, ele estaria mais vulnerável às forças sombrias dos Sith, praticantes da Força Negra.

O Alto Conselho Jedi de Coruscant analisaram o menino recém-nascido e sentiram uma potencialização enorme na Força concentrada em Aurus, mas desde então silenciaram à respeito sobre o assunto até que chegasse o momento de revelar o mistério.

De 3035 à 3050

Aurus RagnarSvein nasce no planeta Ark e é treinado e educado como um youngling (neófito) da Luz no Templo Jedi.

Desde cedo apresenta aptidões para a Força de forma ímpar mas sem habilidades treinada ainda.

Devido à profecia que cercava seu destino Aurus foi o aluno sempre mais exigido de todos os outros e costumeiramente era testado de forma aparentemente “cruel” para não tornar-se um futuro jedi caído.

Durante seu treinamento como neófito enfrentou constantemente à sí mesmo buscando compreender a Força e seus mistérios, assim como, seu papel como defensor da justiça e da paz no universo.

Meditação era basicamente como um ato de respirar e desde cedo foi-lhe ensinado como fazer isso para poder estar em harmonia consigo mesmo e com so demais seres vivos.

Após 15 anos de treinamento percebeu-se que Aurus tinha uma aptidão para a linhagem consular dos jedi e num diplomata ele seria bem habilidoso.
Foi então que lhe foi concedido a honra de visitar o planeta Coruscant e conhecer o Alto Conselho Jedi assim como aprimorar seu conhecimento e conhecer os sábios mestre que ali viviam, além de alguns consulares de renome para aprender a arte da Força na Diplomacia.

Voltando para Ark Aurus foi recebido pelo Conselho do Templo Jedi de Ark e lhe foi destinado um mestre da linhagem guardiã para ser seu tutor desde então. Mestre Jedi Guardião Lukan Tharik.

Hoje é 12 de janeiro de 3050...o lado sombrio está se aproximando....


Mestre Guardião Jedi Lukan Tharik


Tenente-Coronel Erik RagnarSvein


Engenheira Plena Lucimara RagnarSvein


Grão Mestre Jedi do Alto Conselho de Coruscant Ganky Hagenar


Mestre Jedi do Conselho de Ark Marcus Raven


Sith misteriosa que tenta capturar Aurus
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
HISTÓRIA - Aurus Ragnarsvein
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Atormentada - A História de uma garota em desespero
» Como criar uma Boa História
» Diálogo em uma história narrada em primeira pessoa
» GEHENNA: A HISTÓRIA REAL
» A Triste História da Goiaba

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Mundos Fantásticos RPG :: CAMPANHA ATUAL :: PERSONAGENS-
Ir para: